Últimas notícias

Eurofarma coloca três pilotos nas primeiras filas

De olho na estratégia da corrida, equipe Eurofarma coloca três pilotos nas duas primeiras filas

A Equipe Eurofarma conseguiu de novo, colocou três pilotos entre os quatro primeiros colocados no grid de largada, em Curitiba, onde acontece a segunda etapa da temporada 2018. De um lado, o pole position Rubens Barrichello, que hoje também recebe o apoio da Eurofarma e está sob o comando de Maurício Ferreira. De outro, Daniel Serra e Max Wilson, sob a tutela de Rosinei Campos. Juntos, eles formam o pelotão de frente da largada da primeira corrida, marcada para as 11 horas de amanhã, 8 de abril.
Ricardo Maurício, que completa o quarteto, continua com problema nos freios e o carro apresenta perda de velocidade nas retas. Embora tenha ocorrido grande melhora em relação a etapa de Interlagos, o carro ainda precisa de ajustes para ficar mais competitivo. Durante o treino classificatório, a diferença de tempo entre os seis primeiros colocados era de alguns décimos de segundos. “A categoria está muito competitiva e a diferença entre os mais rápidos é muito pequena. Vamos continuar trabalhando para que o Ricardo Maurício possa manter a boa posição que ocupa hoje na classificação geral”, diz Maurício Ferreira.
Daniel Serra, atual líder, vai largar em segundo lugar, também na primeira fila. Durante o classificatório, ele teve problema no segundo trecho e perdeu milésimos importantes para uma categoria com uma disputa tão acirrada. “Qualquer erro pode ser decisivo, temos que redobrar a atenção se quisermos manter o bom resultado”, diz ele.
Max Wilson ficou entre os líderes desde o início dos treinos livres, que começaram na sexta-feira, 6 de abril. Ele entrou no primeiro grupo para tentar passar para o Q2, depois, ficou em sexto lugar na passagem para o Q1 e foi o primeiro a entrar na pista em busca da pole. Com volta lançada, todos tinham apenas uma chance de cravar o melhor tempo. No final, ele ficou em quarto lugar, Marcos Gomes em terceiro, Daniel Serra em segundo e Rubens Barrichello com o primeiro.
A estratégia para as corridas será fundamental para todas as equipes. Em Curitiba, o abastecimento deixa de ser obrigatório. Também não é mais possível usar os dois galões de combustível numa única corrida e ainda, todos terão que trocar ao menos dois pneus em cada disputa. “Na prática, teremos que abastecer se quisermos finalizar as duas corridas. Se priorizarmos apenas a primeira, economizamos 6 segundos no box, mas não chegaremos ao fim da segunda prova. No nosso caso, queremos pontuar nas duas, então, o pit stop tende a ser mais longo”, explica o chefe da equipe RC.
A primeira largada está marcada para as 11 horas e a segunda às 12h05, com transmissão ao vivo pela SPORTV.